Ao falarmos mais sobre tecnologia, elencar a Internet das Coisas (IoT) torna-se obrigação para qualquer artigo que tenha a intenção de mostrar como o mundo se adequá cada vez mais para coisas novas.

Com o passar dos anos, a Internet das Coisas já conseguir evoluir a ponto de contemplar inovações tecnológicas para a área da Saúde. Tais números conseguem apontar para um crescimento natural de hospitais que hoje estimulam um atendimento mais preciso e sem negatividades. A utilização de chatbots, por exemplo, é um grande passo para a automatização exata e sem dolo.

Felizmente, a internet consegue mostrar todos os passos tecnológicos e conceituais do IoT junto a sua intervenção para o mundo da saúde. É por conta disso que vou falar um pouco mais sobre a internet das coisas e seus passos largos junto com a medicina.

Entenda o conceito que mudou a tecnologia: a Internet das Coisas

Quando nos referimos ao termo dito anteriormente, falamos da atual revolução tecnológica que possuí o objetivo de conectar diversos objetos/itens que aparecem em nossa rotina de vida à uma rede de computadores. Dentro deste conceito, meios de transportes tecnológicos até um simples tênis podem se conectar a dispositivos como Smartphone, computadores ou relógios programados. Existe uma explicação mais simplificada sobre a Internet das Coisas no vídeo logo abaixo:

A ideia principal é tentar unir o mundo físico com o digital naturalmente, utilizando sistema de nuvens ou data center. Existem alguns produtos que já conseguem contemplar o IoT, como o Genius Smart Lock (fechadura integrada) e Google Glass (Óculos com diversas funções). Para você entender melhor, vou falar um pouco mais de um protótipo integrado chamado de “Mobii”.

Sendo desenvolvido diretamente pela Intel e Ford, a ideia é confessional um interior de automóvel que, ao receber uma pessoa, uma câmera reconhecerá o rosto do motorista. Com isso, será possível recomendar músicas ou orientações de acordo com o estilo de vida do usuário. No futuro, será possível ligar o carro somente com a voz, excluindo a possibilidade de roubo uma vez que a chave não mais seria necessária.

Internet das Coisas aplicada no mundo da medicina

Hoje em dia, a área da saúde é apontada de diferentes maneiras como a área que mais cresce tecnologicamente graças ao seu investimento em especialistas em TI. Graças a esta infraestrutura pronta para estimular a Internet das Coisas, médicos de todo o mundo já conseguem utilizar o IoT como importante forma de transformar a maneira no qual o exercício da medicina é feito.

Nossos celulares possuem a possibilidade de contemplar aplicativos móveis que possam se conectar com dispositivos diversos da área da saúde, relacionando-se diretamente com os dados do corpo do paciente junto as especificações da área no qual o mesmo está incluso.

O Brasil é um dos países que mais colecionam investimentos de IoT no mundo da medicina. Logo, ser um profissional que esteja familiarizado com estas novas linguagens de trabalho torna-se um diferencial cada vez mais importante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *